Pesquisar este blog

Carregando...

segunda-feira, 4 de abril de 2011

O GATO PRECISA TOMAR BANHO




Ao contrário do que muita gente pensa, o gato precisa sim tomar banho constantemente. Além disso, estes felinos adoram relaxar em ofurô, com água a temperatura de 36ºC . Segundo Ivana Carvalho, médica veterinária da Pet Society - a maior empresa de cosméticos para animais de estimação do Brasil - "os gatos devem receber pelo menos um banho a cada quinze dias, mas em casos de alto convívio com pessoas (animais que dormem na cama, por exemplo) eles podem ser banhados até uma vez por semana. É muito importante que o banho seja complementado com escovações freqüentes da pelagem (mínimo duas vezes por semana) para arejar".

O que gera o mito de que gato não precisa de banho é o fato de o animal se lamber. "Podemos considerar que o gato está fazendo uma higienização da pelagem, removendo as sujidades e os pêlos mortos, mas isto também é uma ação que gera muito prazer ao animal sendo um ato de carinho quando ele lambe a pelagem de outro gatinho próximo", revelou a veterinária, que ressaltou: "Isto não é o suficiente porque no nosso clima tropical os gatos soltam muitos pêlos, principalmente os de pelagem longa - Sagrado da Birmânia, Persa - e o habito de se lamber faz com que ingiram estes pêlos formando bolos de pêlos no estômago e muitas vezes no intestino, o que leva a ocorrência de vômitos e muitas vezes obstruções intestinais. Ao se lamberem os gatos espalham sua saliva na pelagem, está saliva é uma das causas de alergia no homem junto com a urina do gato tornando necessária a realização de banhos periódicos para remoção do excesso e pêlos da saliva e de gotículas de urina".

Além disso, a falta de banho pode acarretar doenças nos gatinhos porque "permite o acumulo de pêlos mortos e a ocorrência de nós (êmbolos) na pelagem e isto leva a diminuição da aeração da pelagem e aumenta a possibilidade de problemas de pele com infecções por fungos e bactérias", afirmou a médica veterinária. O excesso também deve ser evitado. "Dar banhos mais de uma vez por semana é prejudicial para a pelagem e para a pele do animal, exceto em casos de prescrição veterinária na qual o animal deva ser tratado com banhos mais freqüentes. O intervalo de pelo menos uma semana deve ser respeitado. Excesso de banhos reduz a camada gordurosa de proteção da pele e pode deixar a pelagem quebradiça em função da secagem com ar quente", alertou Carvalho.

Gato gosta de banho
Gerson Alves, do gatil Pax Deorum, acredita que gostar de banho é uma questão de hábito. "Qualquer animal tem medo do desconhecido, mas uma vez adaptados o medo passa a não existir. Criando o hábito desde pequenos, eles interagem muito bem na hora do banho", afirmou o criador.

Segundo Alves, este é um momento de prazer ao animal. "Eles sempre relaxam após um banho morno, sempre. E dormem muito o resto do dia. A prática do banho deve ser feita com muita cautela e desde que o animal tenha muita confiança em quem está com ele, porque em situações de imersão em água o animal pode sentir-se em situação de perigo e pensar que esta em risco de afogamento e querer sair correndo. É uma questão de apresentar esta nova situação ao animal de forma gradativa e principalmente, sem estresse. Uma vez adaptado, ele com certeza vai poder aproveitar os benefícios do relaxamento", afirmou Alves.

O criador ressaltou a importância do banho. "gato, como qualquer animal doméstico, teve sua origem na natureza, e nesse meio ele não precisaria de banho, mas uma vez colocado em nosso meio, precisamos ajustar seus hábitos aos nossos. Então o banho do gato, como o de qualquer pet, é uma questão de higiene, não só deles, mas principalmente nossa! Uma vez que estamos colocando um animal para freqüentar nossas acomodações.a higiene, evita que este animal venha trazer zoonoses para dentro de casa", afirmou Alves, que é proprietário do gato Baloghshof Jack Frost, um persa branco, eleito pela quarta vez consecutiva o Gato do Ano pela Fife - Federação Internacional Felina Européia.

Rotina de um campeão
Segundo Gerson Alves, existem duas rotinas de banhos: uma de condicionamento e outra de preparação para exposições. "O objetivo da primeira é limpar a pelagem do gato, tratando para que quando for tomar seus banhos de exposições eu consiga o melhor desempenho", disse o criador.

Na rotina de condicionamento, Gerson Alves utiliza produto de shampoo neutro associado a produtos de manutenção de cor tratamentos com máscaras hidratantes, para melhorar textura e flexibilidade do pelo, preservando as pontas dos mesmos.

Os banhos de exposições são mais complicados, exige remoção total da oleosidade que possa existir, e utilização de produtos que garantam textura, brilho e volume de pelagem, além de realce da cor. "A linha cosmética específica para gatos da Pet Society, oferece produtos que atendem a todas as etapas: gel redutor de oleosidade, shampoo para pelagem oleosas, para cores específicas. mousses que ajudam no pentear da pelagem garantindo a maior preservação da mesma, além de ganho substancial de volume, além é claro, de oferecer fragrâncias agradáveis ao ser humano, sem ofender os delicados narizes felinos", afirmou Gerson Alves.

Nenhum comentário:

Postar um comentário